Pressionado por contas das más atuações nas últimas partidas, que inclui uma eliminação na Copa do Brasil para o Athletico-PR, Renato Gaúcho tem difícil compromisso diante do bom time do Bahia na noite desta quinta-feira (11), ás 19h00 (horário de Brasília), no Maracanã. Além da importância por conta dos pontos que são de extrema importância para seguir com chances de titulo, o duelo traz uma marca para Portaluppi no comando do rubro-negro carioca.

Foi justamente contra o time baiano que Renato Gaúcho fez sua estreia no Flamengo, quando chegou para assumir a vaga de Rogério Ceni, antigo treinador do time. O inicio de Portaluppi a frente do time carioca foi avassalador, foram vitórias marcantes e goleados constantes com atuações impecáveis. Porém, 20 jogos depois, a realidade é bem diferente e o ex-Grêmio vive seu pior momento desde que assumiu a equipe.

Contudo, apesar da queda brusca de rendimento, o desempenho de Renato Gaúcho após 20 partidas é superior ao de Rogério Ceni neste mesmo período: Dos 60 pontos disputados por ele, o Fla venceu 39, totalizando um índice de 65% de aproveitamento.

Com a final da Copa Libertadores da América se aproximando, Renato Gaúcho vem sofrendo enorme pressão por conta dos péssimos resultados e o rendimento muito abaixo do se espera da equipe. Além disso, a situação do departamento médico do clube carioca preocupa, visto que está sempre lotado com seus principais jogadores. Sobre isso, em entrevista coletiva após o empate contra a lanterna Chapecoense, Portaluppi garantiu que a equipe estará 100% na decisão contra o Palmeiras no dia 27 de novembro.

“No dia 27 será um jogo atípico, um jogo de 90 minutos totalmente diferente. São várias cabeças aqui pensando no que é melhor, mas o torcedor pode ficar tranquilo que no dia 27 estaremos inteiros para a decisão”.