A Comissão de Revisão do Flamengo aprovou um novo contrato com a Adidas, que será fornecedora de equipamentos esportivos do clube até abril de 2025. A votação está sendo contada nesta manhã (18) pois a votação é por e-mail. Na Gávea, porém, a prorrogação do contrato já é 100% certa.

Com o novo contrato, o Fla passa a ter o maior contrato de fornecimento da América do Sul, ultrapassando a River Plate, que também tem a empresa alemã como parceira.

Detalhes do contrato

De acordo com o acordo, a receita de royalties do Rubro-Negro, como percentual das vendas de produtos, aumentará significativamente. O clube agora receberá 35 por cento de cada camisa vendida, acima de um acordo anterior que estipulava transferências entre 10 e 14 por cento.

Pelos cálculos de marketing do Fla, esse valor vai gerar uma renda fixa de pelo menos R$ 25 milhões. Se os 35% determinados ultrapassarem esse valor predeterminado, a conta obviamente aumentará. O clube acredita que atingirá facilmente a meta, pois as estimativas apontam para uma venda livre de R$ 185 milhões, o que geraria ao clube carioca R$ 64,7 por ano.

Camisa flamengo acordo
Foto: Flamengo

Ao todo, o Flamengo calcula que o faturamento do primeiro ano já seja de 75 milhões de reais, e essa conta é aumentada com pagamentos anuais, de 7 milhões de reais, investimento em marketing, em torno de 1,5 milhão de reais, e 8,5%. A transferência termina e fecha. Porcentagem de patrocínio da camisa ao fornecedor, excluindo o proprietário e o verso. A última variável renderá 1,8 milhão de reais.

Bônus por conquistas

Além dos números declarados, a renda pode aumentar à medida que o futebol alcança bons resultados. Assim como o antigo vínculo, este também oferece bônus na hora do copo, mas desta vez são muito mais gordos.

Desses gatilhos esperados, o título mais rentável é o brasileiro: 5,5 milhões de reais. Para os resultados de 2019 e 2020, o Fla levou “apenas” 1,1 milhão de reais. O trio Libertador, por sua vez, garantirá R$ 5,2 milhões, mas a diferença é que o clube carioca ganhará bônus por cada etapa que vencerem. O bicampeão recebeu R$ 1,7 milhão.

Os títulos Mundiais, 2 milhões de reais) e do Campeonato Sul-Americano, sendo até 2 milhões de reais, também têm avaliações. Esse torneio segue o mesmo modelo da Libertadores, com pagamentos por fase. Carioca e Copa do Brasil não estão contemplados nesse item.

Número de peças

O contrato garantirá 60 mil peças de material por ano, com valor limitado a R$ 11,5 milhões. No ano passado, o clube recebeu US$ 90 mil, mas valia 9,8 milhões de reais. O Fla entende que essa diferença disponibilizará mais produtos para o atacado.

Outra novidade é que a empresa alemã começou fornecendo apenas equipamentos para futebol e basquete, tendo o clube o direito de criar sua própria marca e encontrar outros parceiros para outros meios, mas apenas com a aprovação dos sócios.