Há mais de 1 ano sem público, por conta da pandemia de coronavírus que atingiu todo o planeta e já vitimou milhares de pessoas no país, o Flamengo sente no bolso e no coração a falta da torcida rubro-negra no Maracanã. O ex-treinador do clube, Jorge Jesus, comentou sobre a falta de torcedores nos estádios e citou o Flamengo como exemplo.

PUBLICIDADE

“É um fenômeno do futebol mundial. Real Madrid, Barcelona, Flamengo, Benfica e outras equipes que têm grandes massas associativas sofrem todas do mesmo problema desde que não há público. Tem a ver com a forma como olhamos emocionalmente para o jogo”, disse antes de completar.

PUBLICIDADE

“Estamos habituados a ter 60 ou 70 mil pessoas e o adversário olha para o jogo e sabe que não tem 60 mil pessoas. Não jogam, mas têm influência no jogo, que ninguém duvide. A todos os níveis”, concluiu o Mister Jorge Jesus.

PUBLICIDADE

Ainda sem público, o Flamengo entra em campo no próximo sábado (01), para enfrentar o Volta Redonda, pela primeira partida da semifinal do Campeonato Carioca, às 21:05, com transmissão da Rede Record.