Além do imbróglio que o Flamengo enfrenta com o empresário do meia Arrascaeta, especulou-se nos últimos dias que outro descontente no time era Gerson, contratado em 2019, junto à Roma. Assim como o meia uruguaio, ele não renovou o contrato com valorização salarial após as conquistas expressivas do time em 2019 e 2020, como aconteceu com Everton Ribeiro, Gabigol e Bruno Henrique.

PUBLICIDADE

Em entrevista ao site ‘Torcedores.com’, Marcão, pai e empresário do camisa 8, tranquilizou a torcida e afirmou que entende os impactos da pandemia do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

“Temos que nos manter vivos e ajudar uns aos outros. Nada de ganância. Viemos pro Flamengo com uma aceitação muito boa e temos que fazer jus a isso. Ninguém esperava essa pandemia e nossa relação é muito boa”, disse Marcão.

PUBLICIDADE

“Está tudo muito tranquilo. Estamos felizes no Flamengo e está andando muito bem. Gerson está feliz e vai dar o sangue pelo clube como sempre fez. Entendemos o momento da pandemia, que é muito difícil para toda humanidade, e não temos problema algum por conta de reajuste salarial”, completou o pai e empresário do camisa 8 Rubro-Negro.

Com contrato até dezembro de 2023, o atleta de 23 anos é titular absoluto da equipe que vai estrear nesta terça-feira (20), na Libertadores da América fora de casa, contra o Vélez, na Argentina.