O Brasil dá a largada na noite de domingo, com Tite, para as duas próximas partida das Eliminatórias da Copa do Mundo, com Equador na quinta-feira e Paraguai na próxima terça-feira (01).

A apresentação ocorreu diretamente na cidade de Quito para facilitar a logística e otimizar o tempo de preparo. A primeira equipe a chegar à capital equatoriana foi o meia do Flamengo Everton Ribeiro e o atacante Gabigol, além do técnico Tite e membros da comissão técnica da seleção.

Todos os demais atletas que atuam na Europa estarão em voo fretado pela CBF nesta segunda-feira (24). A única exceção é Weverton, goleiro do Palmeiras, que jogou neste domingo e faz voo profissional nesta segunda-feira.

A comissão técnica do Canarinho perdeu quatro peças para o jogo no Equador devido ao Covid-19. O técnico de força e condicionamento Fábio Mahseredjian, o analista de desempenho Raony Thadeu, o assistente César Sampaio e o coordenador Juninho Paulista foram diagnosticados com corona vírus.

Gabigol
Foto: Flamengo

Devido às baixas, a CBF recorreu a profissionais que haviam sido campeões da equipe olímpica de Tóquio. O técnico André Jardine foi convidado para ser auxiliar de Tite. Além dele, também foram convocados o analista Dudu Bressane e o técnico de força e condicionamento Marcos Seixas.

O Brasil teve pouco tempo para se preparar para enfrentar o Equador. O técnico Tite comandará apenas dois treinos antes dos jogos de quinta e sexta-feira.

Para o confronto de Quito, Tite não poderá contar com o volante Fabinho e o volante Lucas Paquetá, ambos suspensos. Vale lembrar que o lesionado Neymar não foi convocado.

O Brasil, que já conquistou a vaga na Copa do Mundo no Catar, está invicto nas eliminatórias e lidera a competição com 35 pontos.

A partida contra o Equador será disputada no Estádio de Casablanca na quinta-feira, às 18h (horário de Brasília). A partida contra o Paraguai será disputada no Mineirão na terça-feira, às 21h30.

Convocados para estas partidas:

Goleiros: Alisson, (Liverpool); Ederson, (Manchester City) e Weverton, (Palmeiras).

Laterais: Daniel Alves, (Barcelona); Emerson Royal, (Tottenham); Alex Sandro, (Juventus) e Alex Telles, (Man United).

Zagueiros: Éder Militão, (Real Madrid); Gabriel Magalhães, (Arsenal); Marquinhos, (PSG) e Thiago Silva, (Chelsea).

Meio-campistas: Bruno Guimarães, (Lyon); Casemiro, (Real Madrid); Fabinho, (Liverpool); Fred, (Manchester United); Gerson, (Olympique de Marselha); Everton Ribeiro, (Flamengo); Lucas Paquetá, (Lyon) e Philippe Coutinho, (Aston Villa).

Atacantes: Antony, (Ajax); Vini Jr, (Real Madrid); Rodrygo, (Real Madrid); Gabriel Jesus, (Manchester City); Matheus Cunha, (Atlético de Madrid); Raphinha, (Leeds) e Gabriel Barbosa, (Flamengo).